segunda-feira, 30 de julho de 2012

O Hijab

Ola habibas! Tudo bem?

Graças a Deus tudo está calmo e perfeito! =)

Bem, hoje estou aqui para falar sobre o hijab....

Procurando alguns textos resumidos que explica o que significa o hijab, encontrei este:

Hijab (do árabe: حجاب, translit. ħijāb, 'cobertura'; pron.: [ħiˈdʒæːb]) é o conjunto de vestimentas preconizado pela doutrina islâmica. No Islã, o hijab é o vestuário que permite a privacidade, a modéstia e a moralidade, ou ainda "o véu que separa o homem de Deus".[1] O termo "hijab" é, por vezes, utilizado especificamente em referência às roupas femininas tradicionais do Islã, ou ao próprio véu.

O hijab é usado pela maioria das muçulmanas que vivem em países ocidentais. A depender da escola de pensamento islâmica, o hijab pode se traduzir na obrigatoriedade do uso da burca, que é o caso do Talibã afegão, até apenas uma admoestação para o uso do véu, como ocorre na Turquia. Na atualidade, o hijab é obrigatório na Arábia Saudita e na República Islâmica do Irã, além de governos regionais noutros países, como na província indonésia de Achém.

Estudiosos islâmicos afirma que o Islã preserva a dignidade da mulher e recusa que ela seja possuída por estranhos. Para eles o hijab foi decretado para proteger a sua modéstia e honra pois Deus, o Altíssimo, diz no Alcorão Sagrado: 
Deus revelou este versículo ao seu Mensageiro, o Profeta Muhammad ordenando a mulher crente a se cobrir com sua manta quando saísse de seu lar, de tal maneira que nenhum de seus atrativos ficasse visível; porque desta maneira sua aparência se tornaria claro a todos, de que ela era uma muçulmana, honrada, casta, pelo que nenhum hipócrita ousaria molestá-la.[2]
  O uso ou não do hijab pouco preocupa muçulmanos de certas correntes. Muitas mulheres não usam o véu sequer para a celebração religiosa de sexta-feira, o dia sagrado dos muçulmanos. Elas contam que usar ou não usar o véu é uma questão pessoal, e que o mais importante não é usar ou não usar, mas o motivo que leva a mulher a querer usar.[3]


Diferenças entre o que as muheres muçulmanas usam:
Aqui no Egito a maiora usa hijab, mas eu vejo MUITA mulher de NIQAB aqui...


Mesmo que voce nao seja muçulmana, se vier para o Egito, é bom colocar o hijab para chamar menos atenção.
Meu primeiro hijab foi meu marido que me deu, quando ainda só conversavamos pela internet (e eu não era muçulmana).
Veja na foto que lindo os detalhes em verde e amarelo para homenagear o Brasil.. =)




Quando estava para vir para o Egito comprei um hijab lindo no seguinte site:

Os preços são bons, o material é muito bom e voce ainda ganha brindes...
(Nao é comercial não.. realmente muitas meninas me perguntam onde compro meu hijabs)
Olha que lindo!
Bem.. muitas meninas compram os hijabs e não sabem colocar (como aconteceu comigo) então..
Veja esses videos que ajuda muitoooooo!!! “como vestir o hijab”


Primeiros passos para vestir o Hejab
Hejab com 2 lenços
Hejab com Brincos
Hejab 2 Cores
 Aqui no Egito comprei muitos hijabs lindos.. então vou postar algumas fotos para vocês verem...
Esse da foto grande é dupla face, é lindooooooo!
As minhas amigas Tainá Alves e Ana Carolina Fonseca também me deram hojabs lindossssss! Obrigada meninas!!!! Amo voces!!
Espero estar ajudando voces com as dicas!erminada quantia de alimento. 2) Fazer o Suhur muito tempo antes do Fajr. Algumas pessoas comem o Suhur poucas horas depois do Tarawih ou do 'Isha, isso é errado. Deve comer-se perto do horário da oração do Fajr. 3) As pessoas não fazem a niyyah (intenção) para jejuar no Ramadan. Isto é algo que está dentro do coração e não precisa ser verbal. Além disso, ela só precisa ser feita uma vez, no início do Ramadan, e não todos os dias. 4) Se você descobrir tarde demais que o Ramadan já começou, deve parar de comer e deve jejuar neste dia, e em seguida, repor esse dia depois do fim do Ramadan. 5) Muitas pessoas acham que o Tarawih não é rezado na primeira noite do Ramadan. Eles acreditam que devem rezá-lo depois do primeiro dia em que realmente jejuou. Esquecem-se que o calendário islâmico é regido pela lua e o Maghrib marca o começo de um novo dia. 6) Muitas pessoas acreditam que comer ou beber por acidente quebra o jejum. Isso é falso, se fizer isso por acidente, então deve continuar em jejum e não necessita repor este dia noutra altura do ano. 7) Algumas pessoas são da opinião de que ao ver alguém a comer ou beber, não se deve lembrar o mesmo/a que ele/ela está em jejum. De acordo com o Shaykh Bin Baz, isto é incorrecto e é um comando de Allah que nós ordenemos o bem e proibamos o mal. Assim, podemos dizer à pessoa, pois, assim, estaremos a proibir o mal. 8) Muitas irmãs acreditam que não podem usar Hennah durante o jejum. Isso é incorrecto, elas estão autorizadas a usá-lo durante Ramadan. 9) Algumas pessoas acreditam que quando estão a cozinhar, não podem provar a comida para ver se a quantidade de tempero está adequada. Isto é falso, e é permitido no Islam, desde que a pessoa que esteja a cozinhar não coma a comida. Pelo contrário, eles podem prová-la para ver se ela precisa de sal ou mais especiarias. 10) Muitas pessoas pensam que não se pode usar o siwaak ou uma escova de dentes durante o Ramadan. Isto é incorrecto, pois o Profeta costumava usá-lo. Além disso, pode se usar a pasta de dentes; o raciocínio feito pelos estudiosos é que o siwaak libera apenas um aroma na boca, assim, a pasta de dentes também é permitida (se não a engolir). 11) Algumas pessoas fazem o Adhan do Fajr mais cedo. Eles fazem isso para que as pessoas possam parar de comer antes do Fajr e para que não invalidem o jejum. Isto está errado e é algo que não devemos fazer. 12) Algumas pessoas fazem o Adhan do Maghrib mais tarde. Eles fazem isso para as pessoas possam começar a comer mais tarde, no caso de que o horário do Maghrib ainda não tenha entrado. Isso também é errado e não devemos fazê-lo. 13) Muitas pessoas acreditam que não se pode manter relações sexuais com seu cônjuge durante todo o mês do Ramadan. Isto é incorrecto, não se pode fazer isso só durante os momentos em que se está a jejuar. Entre o Maghrib e o Fajr é permitido. 14) Muitas mulheres acreditam que se o período menstrual delas acabar e elas não fizeram o Ghusl, não podem jejuar naquele dia [considerando que o seu período ababou à noite, e elas foram para a cama sem Ghusl, e ao acordar elas não tiveram oportunidade de o fazer]. Isto é incorrecto, se uma mulher não fez Ghusl ela ainda pode jejuar. 15) Muitos homens acreditam que se tiveram relações sexuais com as suas esposas e não fizeram Ghusl (semelhante ao anterior), então ele pode não jejuar na manhã seguinte. Isto também é incorrecto, pois ele pode jejuar, mesmo se ele não tiver feito o Ghusl. 16) Algumas pessoas rezam as orações do Dhur e Asr juntas durante o Ramadan (principalmente em países árabes). Isto é incorrecto e deve ser evitado. 17) Algumas pessoas acreditam que não se pode comer até que o Muadhin tenha terminado o Adhan do Maghrib. Isto é incorrecto, a partir do momento em que ele começa, pode quebrar-se o jejum. 18) Muitas pessoas não tiram proveito do acto de fazer Du'a antes da quebra do jejum. Esta é uma das três vezes em que Allah mais aceita o Du'a de uma pessoa, sem barreiras. 19) Muitas pessoas cometem o erro de passar o final do Ramadan a preparar-se para o 'Eid, negligenciando assim o seu jejum. Isto é incorrecto e tais pessoas esquecem-se do real motivo de jejuar neste mês. 20) Muitos pais não deixam os seus filhos jejuar durante o Ramadan (crianças). Isto é algo que prejudica a criança. Ao permitir que ela jejue, ela irá crescer consciente da excelência deste acto. 21) Muitas pessoas pensam Ramadan é apenas deixar de comer e falham ao controlar seus temperamentos e ao observar o que dizem. Na realidade, devemos controlar os nossos temperamentos e bocas ainda mais durante o Ramadan. 22) As pessoas muitas vezes fazem mal uso do seu tempo durante o Ramadan. Dormem durante o dia e não fazem mais nada além disso. Devemos aproveitar este mês abençoado para fazer Ibadat (adorações) extra. 23) Algumas pessoas não viajam durante Ramadan. Elas acreditam que devem quebrar o jejum quando se viaja. Na verdade, isto é opcional, se quiser quebrar o seu jejum durante a viagem, pode [desde que o compense mais tarde], e se não quiser pode continuar a jejuar. 24) Muitas pessoas que estão aptas não fazem I'tikaf na mesquita. Devemos aproveitar a nossa boa saúde e gastar o máximo tempo possível no Masjid, especialmente nos últimos dez dias do Ramadan. 25) Algumas pessoas acreditam que não podem cortar os cabelos ou unhas durante o Ramadan. Isto também é incorrecto. 26) Algumas pessoas dizem que não se pode engolir a saliva durante o Ramadan. Isto também é incorrecto. 27) Algumas pessoas creem que não se pode usar óleos perfumados ou perfumes durante o Ramadan. Isto é incorrecto. 28) Algumas pessoas acreditam que o sangramento (resultado de ferimento) quebra o jejum. Isto não é verdade. 29) Algumas pessoas acreditam que se vomitar por acidente isto quebra o jejum. Isto não é verdade, a menos que vomite intencionalmente. 30) Algumas pessoas pensam que não se pode colocar água no nariz e na boca durante o wudoo' no Ramadan. Isto é incorrecto
Beijos, obrigada pela força e pelo carinho de todas, graças a Deus o “efeito” está mais brando.. =)
2) Fazer o Suhur muito tempo antes do Fajr. Algumas pessoas comem o Suhur poucas horas depois do Tarawih ou do 'Isha, isso é errado. Deve comer-se perto do horário da oração do Fajr. 3) As pessoas não fazem a niyyah (intenção) para jejuar no Ramadan. Isto é algo que está dentro do coração e não precisa ser verbal. Além disso, ela só precisa ser feita uma vez, no início do Ramadan, e não todos os dias. 4) Se você descobrir tarde demais que o Ramadan já começou, deve parar de comer e deve jejuar neste dia, e em seguida, repor esse dia depois do fim do Ramadan. 5) Muitas pessoas acham que o Tarawih não é rezado na primeira noite do Ramadan. Eles acreditam que devem rezá-lo depois do primeiro dia em que realmente jejuou. Esquecem-se que o calendário islâmico é regido pela lua e o Maghrib marca o começo de um novo dia. 6) Muitas pessoas acreditam que comer ou beber por acidente quebra o jejum. Isso é falso, se fizer isso por acidente, então deve continuar em jejum e não necessita repor este dia noutra altura do ano. 7) Algumas pessoas são da opinião de que ao ver alguém a comer ou beber, não se deve lembrar o mesmo/a que ele/ela está em jejum. De acordo com o Shaykh Bin Baz, isto é incorrecto e é um comando de Allah que nós ordenemos o bem e proibamos o mal. Assim, podemos dizer à pessoa, pois, assim, estaremos a proibir o mal. 8) Muitas irmãs acreditam que não podem usar Hennah durante o jejum. Isso é incorrecto, elas estão autorizadas a usá-lo durante Ramadan. 9) Algumas pessoas acreditam que quando estão a cozinhar, não podem provar a comida para ver se a quantidade de tempero está adequada. Isto é falso, e é permitido no Islam, desde que a pessoa que esteja a cozinhar não coma a comida. Pelo contrário, eles podem prová-la para ver se ela precisa de sal ou mais especiarias. 10) Muitas pessoas pensam que não se pode usar o siwaak ou uma escova de dentes durante o Ramadan. Isto é incorrecto, pois o Profeta costumava usá-lo. Além disso, pode se usar a pasta de dentes; o raciocínio feito pelos estudiosos é que o siwaak libera apenas um aroma na boca, assim, a pasta de dentes também é permitida (se não a engolir). 11) Algumas pessoas fazem o Adhan do Fajr mais cedo. Eles fazem isso para que as pessoas possam parar de comer antes do Fajr e para que não invalidem o jejum. Isto está errado e é algo que não devemos fazer. 12) Algumas pessoas fazem o Adhan do Maghrib mais tarde. Eles fazem isso para as pessoas possam começar a comer mais tarde, no caso de que o horário do Maghrib ainda não tenha entrado. Isso também é errado e não devemos fazê-lo. 13) Muitas pessoas acreditam que não se pode manter relações sexuais com seu cônjuge durante todo o mês do Ramadan. Isto é incorrecto, não se pode fazer isso só durante os momentos em que se está a jejuar. Entre o Maghrib e o Fajr é permitido. 14) Muitas mulheres acreditam que se o período menstrual delas acabar e elas não fizeram o Ghusl, não podem jejuar naquele dia [considerando que o seu período ababou à noite, e elas foram para a cama sem Ghusl, e ao acordar elas não tiveram oportunidade de o fazer]. Isto é incorrecto, se uma mulher não fez Ghusl ela ainda pode jejuar. 15) Muitos homens acreditam que se tiveram relações sexuais com as suas esposas e não fizeram Ghusl (semelhante ao anterior), então ele pode não jejuar na manhã seguinte. Isto também é incorrecto, pois ele pode jejuar, mesmo se ele não tiver feito o Ghusl. 16) Algumas pessoas rezam as orações do Dhur e Asr juntas durante o Ramadan (principalmente em países árabes). Isto é incorrecto e deve ser evitado. 17) Algumas pessoas acreditam que não se pode comer até que o Muadhin tenha terminado o Adhan do Maghrib. Isto é incorrecto, a partir do momento em que ele começa, pode quebrar-se o jejum. 18) Muitas pessoas não tiram proveito do acto de fazer Du'a antes da quebra do jejum. Esta é uma das três vezes em que Allah mais aceita o Du'a de uma pessoa, sem barreiras. 19) Muitas pessoas cometem o erro de passar o final do Ramadan a preparar-se para o 'Eid, negligenciando assim o seu jejum. Isto é incorrecto e tais pessoas esquecem-se do real motivo de jejuar neste mês. 20) Muitos pais não deixam os seus filhos jejuar durante o Ramadan (crianças). Isto é algo que prejudica a criança. Ao permitir que ela jejue, ela irá crescer consciente da excelência deste acto. 21) Muitas pessoas pensam Ramadan é apenas deixar de comer e falham ao controlar seus temperamentos e ao observar o que dizem. Na realidade, devemos controlar os nossos temperamentos e bocas ainda mais durante o Ramadan. 22) As pessoas muitas vezes fazem mal uso do seu tempo durante o Ramadan. Dormem durante o dia e não fazem mais nada além disso. Devemos aproveitar este mês abençoado para fazer Ibadat (adorações) extra. 23) Algumas pessoas não viajam durante Ramadan. Elas acreditam que devem quebrar o jejum quando se viaja. Na verdade, isto é opcional, se quiser quebrar o seu jejum durante a viagem, pode [desde que o compense mais tarde], e se não quiser pode continuar a jejuar. 24) Muitas pessoas que estão aptas não fazem I'tikaf na mesquita. Devemos aproveitar a nossa boa saúde e gastar o máximo tempo possível no Masjid, especialmente nos últimos dez dias do Ramadan. 25) Algumas pessoas acreditam que não podem cortar os cabelos ou unhas durante o Ramadan. Isto também é incorrecto. 26) Algumas pessoas dizem que não se pode engolir a saliva durante o Ramadan. Isto também é incorrecto. 27) Algumas pessoas creem que não se pode usar óleos perfumados ou perfumes durante o Ramadan. Isto é incorrecto. 28) Algumas pessoas acreditam que o sangramento (resultado de ferimento) quebra o jejum. Isto não é verdade. 29) Algumas pessoas acreditam que se vomitar por acidente isto quebra o jejum. Isto não é verdade, a menos que vomite intencionalmente. 30) Algumas pessoas pensam que não se pode colocar água no nariz e na bMary (Mariana Vaz ou Maryem Fouzy) =P >> Conheça o nosso grupo no FACEBOOK! “Habibi no Egito” - Para meninas que amam um Egipcio!   Para quem tem interesse em realmente conhecer o Islam acesse os seguintes links e veja o verdadeiro significado do véu:   O propósito do véu: http://islamemportugues.blogspot.com/2012/03/o-proposito-do-veu-das-mulheres-no.html  Condições do hijab: http://islamemportugues.blogspot.com/2010/03/condicoes-do-hijab.html  Obrigada pela ajuda Cláudia Sofia Simões !!!

domingo, 29 de julho de 2012

Efeito Ramadan

Ola habibas! Tudo bem? Espero que sim...

Essa semana eu não estava muito bem, estava pensando muito na minha vida e em tudo que esta acontecendo agora.
A maioria de vocês sabe que amo Mohamed há 9 anos e já tentei esquecer esse amor, mas foi impossível. Deus colocou ele na minha vida mais uma vez, por isso vim para o Egito, me casei e estou fazendo o meu melhor. Estou aqui há quase 2 meses e vocês não podem imaginar tudo que estou vivendo (de bom e de ruim aqui).

Vivi situações maravilhosas e amo acordar, olhar para o lado e ver meu príncipe que sonhei por 9 anos... Quando decidi vir para cá eu imaginava a dificuldade que teria por causa da diferença cultural, da língua... Mas não imaginava que seria tão difícil.

Por isso hoje estou aqui para abrir meu coração, já que sempre pude contar com vocês.
Tem gente que diz que eu me exponho demais escrevendo no blog sobre a minha vida, mas sinceramente, existem momentos que eu preciso do apoio das pessoas que já viveram, estão vivendo ou vão viver o que eu estou vivendo agora.

Enfim...Quando voltei a falar com Mohamed pela internet e ele me pediu em casamento, ele disse que o sonho dele era se casar com uma muçulmana e que seria perfeito se eu fosse muçulmana. Então com ajuda de algumas meninas do grupo pesquisei sobre o islam na internet, gostei do que vi e resolvi me converter.

Depois da conversão e do casamento comecei a observa que aqui no Egito as coisas são bem diferentes.. Ele disse que me ajudaria a entender melhor o islam, que me ensinaria a rezar e que se eu pudesse, deveria tentar fazer o jejum no mês do ramadan. Mas um pouco antes do ramadan comecei a sentir muitas dores na minha perna esquerda (que tive trombose e 2004) e quando falei com meu medico ele disse que PRECISO beber muita agua e não posso parar os medicamentos. Então desisti do jejum..
O ramadan começou e minha vida simplesmente MUDOU! Nos últimos dias senti ele mais estressado, dormindo demais.. Às vezes me sinto sozinha aqui e não tenho muitas amigas... Alias.. agora perto de mim só tenho uma amiga.. A Sarah Camargo (que eu conheço pessoalmente). Por isso vivo falando com vocês no facebook (quando a internet funciona).

Entendo que deve ser muito difícil ficar de jejum o dia todo (das 4 horas da manhã até as 7 horas da noite), sem beber agua nesse calor insuportável.. Mas, queria que ele entendesse que para mim também é muito difícil estar aqui.
Bem.. imagine minha situação... Tenho 28 anos, morava no Rio de Janeiro, desde meus 11 anos de idade era dona do meu nariz e fazia tudo que queria (porque minha mãe ficou muito doente quando eu era bem nova e eu que cuidava dela e de mim).. Enfim... Nunca usei drogas, sempre procurei fazer as coisas certas e sempre tive liberdade para fazer o que queria quando queria. Na minha casa nunca lavei um copo (porque sempre tive alguém para fazer).
Estou em um país totalmente diferente, precisei trocar minhas roupas juntas e curtas por roupas longas e largas (em um calor de 45 graus), sendo que no Brasil as mulheres usam roupas mais justas e com menos pano, mas nem sempre estão vulgares, mas aqui não existe isso.. Ou se cobre, ou é vulgar! EU EM CUBRO!

Todas as vezes que vou para rua TENHO QUE usar o hijab.. (amo usar hijab, é lindo mas quando está muito calor me estressa). Não entendo nada que as pessoas falam na rua, na TV, no rádio e no telefone e na casa da família dele. Quero conversar, mas não posso! (Somente com ele quando ele está acordado) ou com as meninas no facebook (quando a internet ajuda)..
 Aqui faço tudo na minha casa, não sabia cozinhar e estou vendo receitas na internet para fazer o meu melhor... (nem sempre fica bom).

Aqui tudo é complicado... Moramos em um bairro que está sendo construído AL ABOUR CITY.. aqui as ruas não são asfaltadas, raramente vejo recolhimento de lixo, pelo que percebi não podemos ter telefone em casa porque (ainda não chegou linha telefônica) e eu sinceramente não quero me mudar daqui, porque amo esse lugar... Aqui é distante do Cairo e da família dele, mas aqui você não escuta buzina o tempo todo é um lugar calmo, bonito e tem um centro aqui perto com shopping, restaurantes e tudo que precisamos. É um lugar bom para começar uma vida juntos e para eu me acostumar aos poucos com as diferenças culturais.. Aqui tem dificuldades por ser novo, mas não trocaria esse bairro pelo centro do Cairo ou por Zagazig...
Não gosto muito do que conheci do Cairo, acho lindo Zagazig, mas ainda prefiro estar aqui em Al Abour.

Então imaginem a minha situação.. literalmente um peixe fora d´gua. Tudo novo, tudo complicado e com o Ramadan “sozinha”...
Essa semana fiquei triste por me sentir sozinha as vezes. Conversamos muito, nos entendemos e não quero mais brigar, não quero mais me sentir triste. Sei que ele está se esforçando para me agradar e sei que ele às vezes ele deixa eu fazer coisas que não são muito certas porque ele sabe que é difícil para mim.. eu também estou fazendo meu máximo para agradar ele e para construirmos nosso “castelo”, nossa família..
Hoje estou aqui escrevendo tudo isso para que vocês (meninas que ainda não vieram para o Egito) entendam que aqui as coisas são diferentes, às vezes da vontade de pegar o primeiro avião de volta para o Brasil, mas se você ama de verdade, você terá paciência e com o tempo se acostumará com as diferenças... Você respeitando ele e ele respeitando você. Os DOIS precisão ceder o tempo TODO! Senão o relacionamento não vai para frente!

Não pense que os “habibis” são diferentes e que não vai ter briga e que você vai viver um conto de fadas, porque não é bem assim... Você terá muita dificuldade e vai precisar aprender, dia após dia...
Não me arrependo de estar aqui, não me arrependo de ter me casado e não me arrependo de ter me convertido ao Islam.. Sei que preciso aprender muiiiiiiiiiiiiito sobre tudo isso e sei que preciso melhorar muitooooo, mas estou tentando.

Então boa sorte para cada uma de vocês que quer AMAR e SER AMADA.
Porque eu, sinceramente NUNCA FUI AMADA como sou amada agora e NUNCA AMEI como amo esse homem. Ele é o maior e melhor presente que Allah poderia me dar.

Em todo relacionamento tem discussão, desentendimento, cumplicidade, amor, carinho.. É preciso ter paciência e tentar não magoar o outro para ser feliz.
É o que algumas meninas que são casadas com Muçulmanos me disseram hoje...Ele mudam no mês do ramada.. Acho que não é consciente, mas eles mudam então precisamos ter paciência, porque é muito difícil. E o ramada só termina em 20 de Agosto... Vamos esperar! =)
Mas hoje foi um dia maravilhoso e tudo esta perfeito!!!!!! Graças a Deus!!!! =)

Beijos, obrigada pela força e pelo carinho de todas.

Mary (Mariana Vaz ou Maryem Fouzy) =P


2) Fazer o Suhur muito tempo antes do Fajr. Algumas pessoas comem o Suhur poucas horas depois do Tarawih ou do 'Isha, isso é errado. Deve comer-se perto do horário da oração do Fajr.

3) As pessoas não fazem a niyyah (intenção) para jejuar no Ramadan. Isto é algo que está dentro do coração e não precisa ser verbal. Além disso, ela só precisa ser feita uma vez, no início do Ramadan, e não todos os dias.

4) Se você descobrir tarde demais que o Ramadan já começou, deve parar de comer e deve jejuar neste dia, e em seguida, repor esse dia depois do fim do Ramadan.

5) Muitas pessoas acham que o Tarawih não é rezado na primeira noite do Ramadan. Eles acreditam que devem rezá-lo depois do primeiro dia em que realmente jejuou. Esquecem-se que o calendário islâmico é regido pela lua e o Maghrib marca o começo de um novo dia.

6) Muitas pessoas acreditam que comer ou beber por acidente quebra o jejum. Isso é falso, se fizer isso por acidente, então deve continuar em jejum e não necessita repor este dia noutra altura do ano.

7) Algumas pessoas são da opinião de que ao ver alguém a comer ou beber, não se deve lembrar o mesmo/a que ele/ela está em jejum. De acordo com o Shaykh Bin Baz, isto é incorrecto e é um comando de Allah que nós ordenemos o bem e proibamos o mal. Assim, podemos dizer à pessoa, pois, assim, estaremos a proibir o mal.

8) Muitas irmãs acreditam que não podem usar Hennah durante o jejum. Isso é incorrecto, elas estão autorizadas a usá-lo durante Ramadan.

9) Algumas pessoas acreditam que quando estão a cozinhar, não podem provar a comida para ver se a quantidade de tempero está adequada. Isto é falso, e é permitido no Islam, desde que a pessoa que esteja a cozinhar não coma a comida. Pelo contrário, eles podem prová-la para ver se ela precisa de sal ou mais especiarias.

10) Muitas pessoas pensam que não se pode usar o siwaak ou uma escova de dentes durante o Ramadan. Isto é incorrecto, pois o Profeta costumava usá-lo. Além disso, pode se usar a pasta de dentes; o raciocínio feito pelos estudiosos é que o siwaak libera apenas um aroma na boca, assim, a pasta de dentes também é permitida (se não a engolir).

11) Algumas pessoas fazem o Adhan do Fajr mais cedo. Eles fazem isso para que as pessoas possam parar de comer antes do Fajr e para que não invalidem o jejum. Isto está errado e é algo que não devemos fazer.

12) Algumas pessoas fazem o Adhan do Maghrib mais tarde. Eles fazem isso para as pessoas possam começar a comer mais tarde, no caso de que o horário do Maghrib ainda não tenha entrado. Isso também é errado e não devemos fazê-lo.

13) Muitas pessoas acreditam que não se pode manter relações sexuais com seu cônjuge durante todo o mês do Ramadan. Isto é incorrecto, não se pode fazer isso só durante os momentos em que se está a jejuar. Entre o Maghrib e o Fajr é permitido.

14) Muitas mulheres acreditam que se o período menstrual delas acabar e elas não fizeram o Ghusl, não podem jejuar naquele dia [considerando que o seu período ababou à noite, e elas foram para a cama sem Ghusl, e ao acordar elas não tiveram oportunidade de o fazer]. Isto é incorrecto, se uma mulher não fez Ghusl ela ainda pode jejuar.

15) Muitos homens acreditam que se tiveram relações sexuais com as suas esposas e não fizeram Ghusl (semelhante ao anterior), então ele pode não jejuar na manhã seguinte. Isto também é incorrecto, pois ele pode jejuar, mesmo se ele não tiver feito o Ghusl.

16) Algumas pessoas rezam as orações do Dhur e Asr juntas durante o Ramadan (principalmente em países árabes). Isto é incorrecto e deve ser evitado.

17) Algumas pessoas acreditam que não se pode comer até que o Muadhin tenha terminado o Adhan do Maghrib. Isto é incorrecto, a partir do momento em que ele começa, pode quebrar-se o jejum.

18) Muitas pessoas não tiram proveito do acto de fazer Du'a antes da quebra do jejum. Esta é uma das três vezes em que Allah mais aceita o Du'a de uma pessoa, sem barreiras.

19) Muitas pessoas cometem o erro de passar o final do Ramadan a preparar-se para o 'Eid, negligenciando assim o seu jejum. Isto é incorrecto e tais pessoas esquecem-se do real motivo de jejuar neste mês.

20) Muitos pais não deixam os seus filhos jejuar durante o Ramadan (crianças). Isto é algo que prejudica a criança. Ao permitir que ela jejue, ela irá crescer consciente da excelência deste acto.

21) Muitas pessoas pensam Ramadan é apenas deixar de comer e falham ao controlar seus temperamentos e ao observar o que dizem. Na realidade, devemos controlar os nossos temperamentos e bocas ainda mais durante o Ramadan.

22) As pessoas muitas vezes fazem mal uso do seu tempo durante o Ramadan. Dormem durante o dia e não fazem mais nada além disso. Devemos aproveitar este mês abençoado para fazer Ibadat (adorações) extra.

23) Algumas pessoas não viajam durante Ramadan. Elas acreditam que devem quebrar o jejum quando se viaja. Na verdade, isto é opcional, se quiser quebrar o seu jejum durante a viagem, pode [desde que o compense mais tarde], e se não quiser pode continuar a jejuar.

24) Muitas pessoas que estão aptas não fazem I'tikaf na mesquita. Devemos aproveitar a nossa boa saúde e gastar o máximo tempo possível no Masjid, especialmente nos últimos dez dias do Ramadan.

25) Algumas pessoas acreditam que não podem cortar os cabelos ou unhas durante o Ramadan. Isto também é incorrecto.

26) Algumas pessoas dizem que não se pode engolir a saliva durante o Ramadan. Isto também é incorrecto.

27) Algumas pessoas creem que não se pode usar óleos perfumados ou perfumes durante o Ramadan. Isto é incorrecto.

28) Algumas pessoas acreditam que o sangramento (resultado de ferimento) quebra o jejum. Isto não é verdade.

29) Algumas pessoas acreditam que se vomitar por acidente isto quebra o jejum. Isto não é verdade, a menos que vomite intencionalmente.

30) Algumas pessoas pensam que não se pode colocar água no nariz e na boca durante o wudoo' no Ramadan. Isto é incorrecto
>> Conheça o nosso grupo no FACEBOOK!
“Habibi no Egito” - Para meninas que amam um Egipcio!


Observação: Não estou em momento nenhum falando MAL sobre o Islam ou sobre o Ramadan, apenas estou comentando o fato que eles MUDAM MUITO e não sentem...
Preste atenção se seu habibi não esta mais  ausênte ou impaciênte.. 

sexta-feira, 27 de julho de 2012

Familia Linda

Olá habibas!! Que saudade de vocês!!!!!!!!
Poxa essa vida de mulher casada e essa internet “maravilhosa” do Egito está me fazendo escrever pouco no blog, mas eu juro que vou me empenhar mais.. ta?
(Acreditem no habibi quando ele diz que a internet aqui é uma BOSTA) hahahaha

Bem.. Ultimamente não tenho feito muitos passeios, tenho ficado mais em casa (em Al Abour City) com meu habibi e às vezes vamos para a casa da família dele em Zagazig, (mais ou menos 2 horas de viagem).
Falei pouco sobre a família dele aqui porque eu acho que ele não gosta de expor. Mas hoje me animei a escrever e resolvi postar algumas fotinhos que tirei lá..
Zagazig é uma cidade agitada (tipo o Cairo, mas menor). Tem um centro bem agitado, com muitos carros, muita buzina e muita gente.

Foto que tirei em um restaurante de Zagazig, da famosa KOFTA
Mas a família dele mora em um lugar chamado El-Safa Village (em Zagazig). É uma área rural, com muitas plantações (arroz, milho, cebola, batata, pimentão, pimenta, alho....) e muitos animais (vacas, búfalos, burros, galinhas, patos..)

Boa parte da comida que comemos é a família dele que planta. E eu acho isso maravilhoso! Nós sabemos de onde está vindo tudo e sabemos que não tem agrotóxico. Tudo bem natural! =)
A família dele é grande. Ele tem 3 irmãs, 3 irmãos, a mãe, o pai, muitas tias, primos, sobrinhas e quando vamos para lá é ótimo porque temos muita atenção e carinho de todo mundo.
Em alguns dias a irmã dele que mora em Meca também vai estar lá em Zagazig e eu tenho certeza que vou adorar conhece-la também. =)

A única coisa ruim de ir para lá é que todo mundo só fala ARABE! Então eu preciso fazer mimica o tempo todo, e me sinto uma idiota. Às vezes e até choro (escondido). Sei que eu não posso ficar triste por isso, afinal estou no Egito a menos de 2 meses, e preciso me empenhar para conseguir conversar. Ficar desesperada não resolve nada! Mas acho que vocês entendem o que estou sentindo, né?

Sede de aprender árabe, sede de melhorar o Inglês e sede de ensinar o português para habibi. Mas com o tempo a gente consegue melhorar...

Bem... voltando a família.. Eu tenho um carinho muito grande por toda a família dele, a mãe dele é muito simpática, o pai é um fofo (muito sorridente), o irmão mais novo é a coisa mais linda do mundo.. Mas não posso mentir que tenho minha preferencia... AMO A SARAH! Ela é simpática, carinhosa, meiga, gentil e vive trabalhando.. Ela não para um segundo! As filhas delas são uns amores.. Ela tem 3 filhas... Ranin e Rahaf (essas gêmeas lindas da foto e a Rana que uma fofa).
Na foto Habibi, as sobrinhas e eu (vendo o por do sol em Zagazig)
Às vezes eu penso na minha vida... É engraçado como Allah (Deus) sabe das coisas, né?

Quando a minha mãe faleceu eu me senti sozinha no mundo.. Tinha minhas amigas e amigos e minha madrinha mas não convivia diariamente com ninguém. Ainda tenho meu pai, mas ele infelizmente não é uma pessoa que eu posso contar para me dar carinho ou para me ajudar. Ele fala comigo somente pelo facebook (sempre foi assim)... Enfim..

Mas agora, além de ganhar um marido, que vai me ajudar a construir uma FAMILIA eu ganhei a família dele, que é grande, gentil e muito carinhosa comigo! Estou amando minha nova família!

Algumas habibas me perguntaram por que não vou morar em Zagazig.. e a resposta é simples... Imaginem uma carioca acostumada com agitação do RIO DE JANEIRO morando na área rural.. não daria certo ne? Preciso ver muita gente, shopping, mercado e carros o tempo todo... Sou da cidade, não sou do campo. Mas amo passear lá...

Assim que tirar novas fotos de Zagazig postarei para vocês.. (confesso que às vezes fico tímida para tirar fotos aqui, não sei por que, mas acho que é porque todo mundo olha o tempo todo para minha cara) hahahahaha Cara de turista.
Mudando de assunto completamente...

Nesses últimos dias estava pesquisando receitas na internet e aqui no Egito é muito difícil encontrar LEITE CONDENSADO... Então, para quem quer fazer aquele BRIGADEIRO MARAVILHOSO e não tem leite condensado em casa, vou postar uma receita bem simples para vocês.. (acabei de fazer o leite condensado e o brigadeiro..) =) UMA DELICIA!!!!!!!!!!

 Como fazer leite condensado
 


Ingredientes

  • 1 xícara chá de leite em pó
  • 1 xícara chá de açucar cristal
  • 1/2 xícara chá de água fervente

Modo de Preparo

  1. Coloque no liquidificador a água fervente, o leite em pó e o açúcar
  2. Bata até dar a consistência de leite condensado
  3. Rend: 340g

 Brigadeiro
 



Ingredientes

  • 1 lata de leite condensado
  • 1 colher de sopa de margarina sem sal
  • 7 colheres de sopa de Nescau ou 4 colheres de sopa de chocolate em pó
  • chocolate granulado para fazer bolinhas

15 minutos no fogo médio

Para ver se esta no ponto de enrolar, coloque no prato frio um pouquinho e veja se não escorre..

UMA DELICIA!!

Sempre que encontrar receitas interessantes posto para vocês, afinal agora sou dona de casa, ne? Hahahahahaa

ADORO!!!!!!!!!!!!
beijos

Mary (Mariana Vaz ou Maryem Fouzy) =P
>> Conheça o nosso grupo no FACEBOOK!
“Habibi no Egito”

Para meninas que amam um Egipcio!

quinta-feira, 19 de julho de 2012

Roupas e briga!

Ola habibas!! Tudo bem?Espero que sim...

Eu estou realmente na falta com vocês, desculpem!
Eu precisava ter um assunto bem interessante para postar porque eu não gosto de postar qualquer coisa, mas passei alguns dias sem internet e outros dias com internet lenta, então fui desanimando a escrever porque não poderia postar nada no Blog.


Mas agora estou aqui na casa da sogra em Zagazig, meu habibi foi na rua e eu estou sem luz mas, estou escrevendo porque prometi a mim mesmo que de hoje não passaria. ( mesmo com os mosquitos me comendo eu estou aqui) hahaha.


Hoje vou postar sobre um assunto que já deu briga com habibi.


AS ROUPAS! Sim, é isso mesmo... a gente não tem muito o “por que” brigar e acaba brigando por besteira. Vocês não estavam pensando que tudo é um mar de rosas e não tem briga, né? Esse conto de fadas virtual tem briga sim e foi por causa de ROUPA!

Como todas vocês sabem me tornei muçulmana há pouco tempo e ainda falta estudar muito sobre o Islam para compreender muita coisa por isso acho que brigamos por isso.

Enfim.. quando decidi vir para o Egito eu sabia que viria para ficar então dei 80% do meu guarda-roupa para minhas amigas e trouxe apenas 2 malas cada uma com menos de 30 quilos.
Resultado: Imagina um guarda-roupa cheio de roupas de “piriguete” porque eu era funkeira, usava muita roupa curta, com decote e colada no corpo e algumas roupas mais sociais para trabalhar e “eventos mais sérios”.

Mas, para cá eu trouxe uma mala só de “piriguete’ que são as roupas que uso em casa obviamente. E outra mala com roupas mais “serias” que uso para sair..
Outro dia coloquei um vestido longo, com uma blusa de manga por baixo dele, o hijab e fui falar para habibi que estava pronta para ir ao Mercado..
Ele disse que eu não estava pronta e que não poderia sair assim porque meu sutiã estava marcando a roupa e porque o vestido mostrava as minhas curvas (que não tenho) hahahahhaa.
Bem.. não sei o que me deu, mas eu comecei a chorar...
Chorei porque acho que ele não gosta das minhas roupas que usava no Brasil, só gosta das roupas que ele comprou para mim aqui no Egito, chorei porque até gostei de usar abaia, mas não usaria todos os dias porque não é meu estilo e eu perderia minha identidade, chorei porque sinto saudade das minhas roupas e chorei porque gostaria de encontrar um meio termo entre o que ele pensa sobre isso e sobre o que eu penso.

Para ser bem sincera eu JAMAIS sairia com as minhas roupas de “piriguete” aqui no Egito por 3 motivos.
1- Não me sinto mais a vontade com elas para usar na rua;
2- Não quero ser o centro das atenções pelas ruas
3- Quando vou ao shopping com habibi e ele vê uma mulher de camisa ele diz que a mulher está nua... imagina o que o resto do povo pensa... hahaha
Bem.. esses dias no shopping compramos mais roupas e em breve mostro para vocês meu novo estilo. É diferente, mas até que no fundo eu estou gostando.

Espero que minha prima Aretha Neves aprove as roupas novas porque ela é minha personal style (sou chique ne?) hahahha TE AMO PRIMA!

Dicas para você que pretende vir para cá e não chamar muita atenção e quer agradar o habibi e não fazer feio:
1- Sempre usa uma blusa de manga comprima embaixo das blusas de manga curta
2- Traga pouco sapato de salto alto porque aqui você vai usar mais tênis, sandália rasteira, e aqueles sapatinhas tipo moleca. (se for para um evento mais social leve o sapato na bolsa e troque antes de chegar)
3- Jamais use saia sem uma calça por baixo
4- Nunca use nada decotado ou justo demais no corpo
5- Sempre use o hijab, para você não chamar muita atenção, principalmente se você for loira e branquinha como eu.. hahaha
6- Quando estiver com seu habibi peça ajuda para ele, eles adoram dar opinião sobre isso.
O meu sempre vê se estou OK antes de sair de casa.. Adoro isso! Mostra cuidado!

Espero que gostem das dicas, que aproveitem e que venham no Egito me visitar. =)

Amo cada uma de vocês porque graças ao apoio e amizade de vocês estou aqui vivendo esse sonho e se eu puder escolher entre minhas roupas de “piriguete” e meu habibi, escolho ELE!

Se preparem, porque o guarda-roupa de vocês vai mudar muito, mas com o tempo você encontra seu estilo aqui. E.. em breve também postarei fotos dos meus hijabs, vocês vão adorar!



Beijos e obrigada pelo carinho!
Mary (Mariana Vaz ou Maryem Fouzy) =P

>> Conheça o nosso grupo no FACEBOOK!
“Habibi no Egito” - Para garotas apaixonadas por habibis!
http://www.facebook.com/?ref=logo#!/groups/habibinoegito/

terça-feira, 10 de julho de 2012

Abrindo meu coração...

Olá Habibas lindas do meu coração!
Tudo bem?
Estou muito feliz porque todas vocês me desejaram muita coisa boa. Obrigada de coração a cada uma de vocês pelo carinho!
Hoje eu não sabia o que escrever, então resolvi postar algumas curiosidades aqui do Egito e abrir meu coração.
Como vocês sabem, já comecei a minha vida de casada e estou muito atribulada com os afazeres domésticos.. hahahahaha Posso falar? ADORO ISSO! Sempre fui meio “MARIA” Dona de casa e agora tem um motivo mais especial para fazer tudo com amor, meu habibi lindo!
Não vou negar que sinto falta de acordar cedo e ir para PARTIME fofocar com a Keila... Sinto falta do metrô cheio, da fila do elevador do prédio que trabalhava e do almoço maravilhoso que a mãe da Keila fazia para mim.



Essa é a Keila, uma das pessoas que mais me apoiaram quando decidi vir para o Egito. Trabalhamos juntas e até hoje somos muiiiiiiito amigas. AMO VC MAMYYYY!!!!
Sinto falta de chegar em casa as 11pm, depois de trabalhar e estudar e ganhar um beijo da minha “filha” linda: FILÓ



Minha gata Filómena (A Keila é a nova mãe dela)
Sinto falta de ir à praia, das minhas amigas, da minha cultura e sinto falta das novelas e telejornais... Não posso mentir!
Sinto falta de muita coisa no Brasil, principalmente: ligar a TV e entender tudo que estão falando... Aqui ainda não temos TV a cabo e não tem nenhum canal que fale português... hahahah então eu vejo as imagens e as vezes entendo...
Mas.. eu fiz uma escolha e essa escolha está me deixando MUITO MAIS FELIZ AGORA..
Esperei 9 anos por isso.. fui vivendo a minha vida, quebrando a minha cara, aprendendo...
Ele foi vivendo a vida dele, quebrando a cara e aprendendo e depois de anos o destino nos uniu de novo e agora EU ESTOU AQUI NO EGITO!
Estou muito feliz e preciso agradecer a Allah (Deus) todos os dias por ter me dado esse presente. Espero ser feliz durante muitos e muitos anos com meu habibi e desejo o mesmo a cada uma de vocês que tem o sonho de se casar com um Egípcio.
A vida aqui não é fácil, é difícil se acostumar com alguns costumes e com algumas coisas que precisam ser feitas após você se converter ao Islam. Mas com o tempo você acostuma e tudo isso passa a fazer parte da sua vida também..
Às vezes eu choro..
Porque não entendo o que dizem na TV,
Porque não sei fazer comida Egipcia,
Porque a maioria das roupas que usava no Brasil não servem para sair nas ruas do Egito,
Porque me sinto uma inútil porque não trabalho e não estudo,
Porque quero entender o que a família dele diz e não entendo (eles só falam árabe e eu faço muita mimica para eles me entenderem, mas sei que eles me adoram =)

Mas se eu estivesse no Brasil não seria tão feliz quanto estou aqui!
É muito bom:
Acordar e vê-lo dormindo ou acordar e vê-lo olhando para mim e ouvir “bom dia” (em português);
Quando ele arruma meu hijab antes de sairmos e olha se minha roupa está arrumada e tudo coberto para sairmos;
Quando eu peço agua, refrigerantes ou doces para ele e na mesma hora ele me dá;
Quando ele esta no laptop dele e eu no meu e ele me chama e diz: “Eu te amo”;
Quando ele diz que meu macarrão é melhor do que o do restaurante chique;
Quando ele me olha com cara de apaixonado;
Quando a família dele me recebe na casa deles e é fofa e carinhosa comigo;
Quando ele e a família dizem que preciso ter um bebê logo;
Quando ele entende que todas essas mudanças são difíceis para mim e demonstra mais e mais o amor que sente por mim.

É por esses e outros motivos que resolvi jogar tudo para o alto no Brasil e tentar minha felicidade aqui. E estou muito feliz porque tudo está dando certo!!!!!

Meninas é preciso ter muita coragem para fazer isso que eu e outras meninas fizeram, as coisas não são fáceis e você as vezes se sente um peixe fora da agua mas, se seu habibi te ama de verdade e se você o ama de verdade LUTE PELO SEU SONHO SIM! Porque é possível ser muito feliz aqui.
Vou postar para vocês algumas fotinhos e espero que gostem...

Um pouco da praça TAHIR e de como é o Cairo

Nesse "palanque" com faixas vermelhas MOHAMED MORSI o novo presidente do Egito fez seu primeiro discurso

Um pouquinho de comida Egipcia e Brasileira... hahahahaa Ele adorou minha polenta frita e minha batata sotê

E o Arroz Egipcio com Feijão Brasileito também.. hahaha =)
Aliás!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! Quem vier ao Egito por favor traga feijão preto para mim porque aqui não tem!!!!!!!!!!!!!!!!!!! PLEASE!!!!!!!!!!!!

Meu habibi e eu "namorando" no Rio Nilo

Espero que tenham gostado das fotos!

Beijos, Mary