quinta-feira, 6 de setembro de 2012

Abrindo o coração, mais uma vez..

Oi habibas!

Vocês sempre me agradecem por eu falar um pouquinho sobre a minha vida, sobre o que sinto, sobre o que vi e o que estou aprendendo nesse relacionamento que estou vivendo com o habibi. Mas eu que tenho que agradecer pelo carinho, pelo apoio, pelas palavras amigas. Obrigada a todas, por TUDO!

Sabe.. viver no Egito não é fácil...

Você liga a TV e só vê as pessoas falando árabe...

Você vai na rua e não pode fazer NADA sozinha, porque você não entende as pessoas e as pessoas não te entendem você (só se a pessoa souber falar inglês)

Sabe aquelas vezes que você quer sair sozinha e caminhar para espairecer? Não posso fazer isso, porque habibi não quer que eu saia sozinha porque tem medo de eu me perder...

Aqui às vezes eu não sei muito como me comportar na rua, então a maioria das vezes fico calada, evito falar ou fazer muitas coisas

Não posso abraçar meu habibi quando tenho vontade

Não posso dar um pulo de alegria no meio da rua (quando estou feliz) ou gritar.. Não posso expressar muito meus sentimentos

A maior parte do tempo fico em casa, e confesso que estou cansada disso..

Sinto saudade dos meus amigos, de trabalhar, de estudar, da comida brasileira, sinto saudade de ir no Mc Donalds e comer meu cheddar (aqui não tem o sanduiche Chedar Mc Melt, sinto saudade de ouvir musica alta (que não seja musica árabe)..

Sinto saudade da minha liberdade!

Sinto saudade de fazer o que tenho vontade na hora que tenho vontade.

Tem gente que me pergunta: Você está FELIZ?
A minha resposta é: SIM estou feliz porque estou perto do homem que amo, mas a minha felicidade não é completa porque falta muita coisa.. falta a minha vida e minha identidade. Entende?

As pessoas acham que aqui é um conto de fadas... Hahahaha...
Desculpe, mas não é! Não estou dizendo que é horrível morar no Egito, só é muito diferente da minha realidade, e confesso que tem horas que quero voltar para o Brasil...

Quando brigo com habibi então... a minha vontade é pegar o primeiro avião e voltar...

Saudade de abraçar minhas amigas, de ouvir palavras de carinho em português, saudade de tanta coisa...

Quando brigo com ele, falo que quero voltar para o Brasil, e ele fica triste..
Diz que vai fazer o possível para irmos para o Brasil assim que ele tiver a resposta do exercito (se vai entrar ou não)... Mas.. não sei porque no fundo do meu coração eu acho que isso está tão distante...

Não sei o que acontece, mas por mais que ele seja carinhoso e amoroso comigo, acho que ele não consegue compreender o que sinto. Não acho que é por mal, acho apenas que é difícil.

A realidade dele é esse país, a minha realidade é meu país, minha vida e minha liberdade. Liberdade essa que vocês (se vierem para cá não vão ter).

A realidade é dura mas estou sendo sincera.

Gosto de cuidar da nossa casa, gosto de cuidar dele, fazer comida..
Mas sou mais que isso entende?
Sou uma mulher de 28 anos que quer terminar a faculdade de jornalismo e um dia ser radialista ou assessora de imprensa... Quero estar casada, ter meus filhos, mas quero além.. Não quero ser apenas uma dona de casa dependente 100% do marido.

Não sei.. mas tô sentindo a minha vida PARADA demais e isso esta me fazendo infeliz..

É como se eu estivesse 50% feliz... Tenho um homem maravilhoso, mas não tenho a MINHA VIDA.

Bem.. esse é meu desabafo de hj..

beijos

Mary (Mariana Vaz ou Maryem Fouzy) =P
>> Conheça o nosso grupo no FACEBOOK!
“Habibi no Egito” - Para meninas que amam um Egípcio!

15 comentários:

  1. Oi Maryem
    Lendo suas palavras como sempre falo pra vc eu me vejo em vc. Eu sinto o mesmo, a questao de sair nas ruas nao entender nada nao poder sair sozinha isso é muito ruim é como se fossemos importente, no começo eu dizia ao meu marido "eu nao sou burra e vou saber me virar sozinha, mas como o seu marido ele morre de medo. Um dia fomos no noivado de uma prima dele e ele estava ocupado tirando fotos e entao ele incubiu sua mae de tomar conta de mim e disse nao deixa ela sozinha, meu Deus ela nao largou da minha mao e quando as vezes eu tentava escapar por que nao queria ficar no meio das pessoas que se matavam por causa de uma lata de refrigerante ela me puxava pelo braço novamente. Logo na primeira semana eu estava andando na rua com ele e um amigo e eu estava falando como uma tagarela e gesticulando e rindo ai ele me disse: Habibi aqui no Egito vc nao pode falar assim... Nossa minha cara caiu no chao de vergonha e desde entao eu me comportei totalmente diferente do que eu sou. Sem contar algumas roupas que levei e que ele nao deixou eu usar por ser colorida demais. E isso nao é tudo tem muito mais coisas que passei, mas nao dá pra falar tudo. Eu sei que pra gente o mais importante é estar com o homem que a gente ama, mas sentimos como vc diz 50% felizes. Mas o que tenho que dizer a vc é que tenha muita paciência creio que com o tempo vc vai aprendendo as coisas e ele se sente mais seguro em deixar vc sair só. Depois digo a vc que nao é fácil ser muçulmana num país cristao,há muito preconceito e discriminaçao e mesmo que vc queira vc nunca mais será a mesma pessoa por que as coisas mudam depois que vc abraça o Islam. E tudo acontece na hora certa, tudo tem seu tempo, entao saiba esperar o tempo de cada fase da sua vida. Aproveite que agora vc tem tempo estuda o árabe e logo vai conseguir se comunicar pelo menos um pouco com as pessoas, conversa com seu habibi sei que no Cairo tem uma escola de idiomas, só nao sei onde, mas creio que deve ter brasileiro ou portugues dando aula de portugues nesta escola, por que conheci uma pessoa que fazia aula de portugues ai, mostra pra ele que pra vc é importante aprender o arabe até mesmo pra ensianar a ele o portugues. Saiba aproveitar as coisas boas que vc está vivendo e saiba que as ruins serao temporárias. Fica com Deus e em paz. Beijo!!!!!

    ResponderExcluir
  2. Sinto muito Mary..vc diz que vcs viram para o Brasil assim que sair a resposta dele entrar ou não no exercito,pois bem essa frustração que vc sente ai no Egito,vc acha que ele não irá sentir quando vier pra cá???Imagino que para um homem depender de uma mulher pra tudo em outro país será bem mais difícil...Infelizmente não posso opinar muito,pois também estou passando e irei passar por provações ,ainda mais com meus filhos,mas desejo do fundo do coração que vc encontre 100% da sua felicidade e in sha Alah encontrará...fica bem amiga,qualquer coisa to aqui,bjsss

    ResponderExcluir
  3. Mauren querida!
    Eu tenho um relacionamento com um egípcio que mora em Luxor, ele parece ser um "pouco" mais flexível em algumas coisas , justamente por trabalhar na mesma área que eu...o Turismo, mas também tenho uma filha com a sua idade e vejo como deve estar sendo realmente muito difícil para você, pois está no auge de sua vida, no auge de sua juventude, milhões de coisas à serem realizadas.
    Hoje claro que se for para eu ir morar com ele aí no Egito, até poderia sim, já tenho vivência suficiente, já fiz quase tudo que queria fazer nesta vida, já realizei muitos dos meus sonhos, mas mesmo assim penso neste nosso Brasil, em tudo o que temos aqui.
    Não estou de forma alguma te desencorajando, só quero dizer que você pode ser mais feliz ainda, deixar e querer que sua felicidade seja completa, quem sabe realmente vocês possam conciliar melhor tudo isso, afinal nossa vida é comandada por Deus,só ele sabe o que nos prepara, então tenha um pouco mais de paciência, peça à ele que sempre coloque na sua vida o que for melhor para você, esteja onde estiver.
    Vou orar por você, gosto de ler seus depoimentos, seus desabafos, me sinto meio mãe nessas horas por ter uma filha da mesma idade.
    Grande Beijo e fique com Deus.

    ResponderExcluir
  4. amiga isso só o começo depois dos filhos vc vai ver como fica mais difícil achar essa tal felicidade. primeiro busque no islam talvez e isso que li falta e felicidade completa não e aqui nesta terra. e se pra vc esta difícil imagine pra ele sendo árabe e ir viver no brasil esperando em casa? pense??????????

    ResponderExcluir
  5. Mari ... qdo eu falei com vc la do Egito e te disse que vc teria que ter paciencia ...era sobre isso. E muito dificil p nos e eu me pergunto se eu conseguiria levar a vida assim e por qto tempo, pq aqui a gente tem essa liberdade de ir e vir - trabalhar, ser livre p rir alto, pular ...enfim ... Nao e facil ... mas pense que nada e definitivo ...e muito dificil esperar e lidar com a espera, pq somos realmente testados na paciencia e eu descobri que ser paciente e algo dificil demais, pq as vezes a falta dela se manifesta em tristeza, outras irritação, medo, saudades, desanimo e em outras vezes em Amor, Alegria e Fe ...de saber que tudo na vida passa, muda ...so a morte que a gente nao tem como mudar. Entao continue buscando alternativas seja essa de trabalhar em casa, fazer um curso de linguas, alguma coisa q te ocupe o tempo e te tire de casa - pq eu sei como e ...nao poder sair sozinha, mas nao e possivel .... uma hora a gente tem q comecar a tentar a se virar ( e nos brasileiras somos otimas p isso - p ir a luta)- entao comece indo num mercado ou fazendo coisas bem simples ...mas falar o arabe ia dar uma seguranca muito maior. Fica com Deus e conte com a gente !!!

    ResponderExcluir
  6. Habiba você não está só!! Mesmo eu vivendo aqui no Brasil eu passei e passo pela mesma coisa. Também senti como minha vida mudou da água pro vinho..até aqui ele tem medo de que eu saia sozinha.

    Mesmo no Brasil eu tive que mudar, não foi e não é fácil... mas escolhemos isso e já sabíamos que seria assim.

    Mas se você está no Egito é porque você tinha que estar aí dando essa felicidade para o seu marido.

    Estive pensando..e se você tentasse um curso à distância?.. ou curso de árabe na net..acho que ajuda a interagir..é só uma idéia mas espero que ajude!

    "Porque, onde estiver o vosso tesouro, ali estará também o vosso coração". Seu marido é o seu tesouro, encontre suas forças nele. Agora você tem sua nova vida ao lado do seu marido. Com o tempo tudo será bem mais fácil, as amizades chegam, as oportunidades de emprego aparecem.

    ..coloca um sorriso no rosto agora, vai!!!
    c cuida
    beijos!!

    ResponderExcluir
  7. Helaine América Figueiredo6 de setembro de 2012 18:29

    Mariana, eu senti isso no pouco tempo que estive no Egito.Estou pensando realmente ir para viver lá definitivamente mas tenho medo pois terei que levar meus filhos. Eles terão que perder anos de escola apenas para aprender o árabe ou inglesç.. não posso deixar eles aqui, pois o pai deles ja faleceu. Meu habibi é um amor, porem extremamente ciumento.Hoje ele teve ciumes de apenas um hahahaha que coloquei em um comentário. Não sei se estou buscando minha felicidade ou minha prisão.Mas sei que preciso dele e o amo... vou precisar correr esse risco. O pior de tudo é que prestei um concurso público e passei e já me efetivei no meu trabalho.. agora terei que ser apenas dona de casa. Muito dificil decidir... me sinto em uma silada de bicos. Mas mesmo assim estou abandonando tudo que tenho apenas por ele. Espero valer a pena!
    Espero amiga que tudo fique bem com vc. Acredito que vc esteja fragilizada nesse momento. Mesmo assim eu acredito que um tempo no Egito vai ser bom. Não pela vida toda.
    Espero quando eu retornar ao Egito encontrar vc novamente. Igual encontramos aquele dia na lanchonete no Cairo por acaso.... foi muito legal aquele dia. Estávamos muito felizes com nossos habibis.... espero encontrar vc amiga e espero que vc vá em meu casamento que será em janeiro. Vai ter festa e vou usar vestido de noiva.Meu habibi hoje me falou que vai mandar imprimir em algumas canecas a bandeira do Brasil e Egito, para dar de lembrança aos parentes pela data do nosso casamento.
    Sei que não vai ser facil amiga mas nós vamos conseguir.
    Beijos amiga. Fique bem.

    ResponderExcluir
  8. MARY VIVA O MOMENTO, ESSE MOMENTO É ÚNICO O TEMPO NÃO VOLTA! LEMBRA QUE UNS MESES ATRAS VC ESTAVA AFLITA PRA IR AO EGITO? ENTÃO LINDA VIVA SEU MOMENTO COM SEU MARIDO FAÇA VALER A PENA CADA SEGUNDO E PLANEJE,SONHE! AME ESSE HOMEM... NÃO EXISTE MARY FELICIDADE COMPLETA MARY, EXISTEM MOMENTOS! LEMBRE-SE QUE MUITA DE NÓS INCLUSIVE EU QUERIAMOS ESTÁ AGARRADINHAS COM OS NOSSOS HABIBIS! SE NÃO PODE FAZER EM PUBLICO APROVEITAAAAAA EM CASA, MESMO LENDO SEU BLOG E ESTUDANDO TUDO DA CULTURA E O ISLAM, AINDA ASSIM QUERO FICAR COM O MEU HABIBI... FAÇA VALER A PENA TUDO QUE FEZ PRA ENCONTRAR SEU AMOR. BJUS

    ResponderExcluir
  9. Mary amada, deve ser difícil essas aflições, frustrações e saudade do nosso país. Mas por que você não deixa pra lá, pense que está apenas de viagem e que logo estará retornando e nesse período de "férias" você vai aproveitar para mergulhar na cultura, sem olhar com os olhos do ocidente, se você olhar sempre comparando vai ser difícil. Falo isso pq nossa vida é assim, nós seres humanos estamos sempre a procura e insatisfeitos, você não batalhou tanto para estar aí? Faça Valer a pena cada minuto, mesmo que não seja eterno, mesmo que futuramente você canse ou não. Arremangue as mangas e aprenda árabe, e homens são acomodados em todo canto do mundo, então não fique frustrada pq seu habibi não se esforça para aprender português, faça o seguinte aprenda você uma hora ele vai ver teus esforços e quem sabe se esforçar tbm! Mas aprenda árabe, se vc acha que não vai sair tão cedo pq dpois de vc aprender é mais fácil até para vc ser uma mulher empreendedora e abrir algo para mulheres, afinal existem N coisas para os homens fazerem aí, pq não ter algo para as mulheres. Você só tem que ter visão caso vc fique aí por um "bommmm" tempo. E ter em mente que tu vai conseguir com aquele jeitinho brasileiro mas calma e paciência viu Deus está olhando por você e se vc está aí foi pq ele abençoou e permitiu que vc esteja do lado do seu habibi e Deus sempre tem coisas boas guardadas para nós filhos amados :)
    Vá atrás de algum objetivo um deles vc já conseguiu de estar aí! mesmo que não seja conto de fadas acredito que isso não existe em qualquer país e não olhe para as "dificuldades" elas insistem em querer tirar o brilho dos nossos sonhos e colocar o medo como barreira para não colocarmos em prática aquilo que desejamos.
    Salam amadinhas

    ResponderExcluir
  10. Olá!
    É a primeira vez que estou llendo o seu blog e vc pode imaginar os motivos que me treouxeram até aqui. Bem, mas o que eu gostaria de falar é que nenhum casamento é fácil mesmo, mesmo sendo com um brasileirono Brasil, eu sei disso por que fui casada por 10 anos. Eu me senti presa, muitas vezes quis fugir desistir, nunca foi fácil...Mas a verdade é que ele nunca foi o meu príncipe.

    Pois bem, vc foi para um outro país, e um pais muiiito diferente! A maneira de viver e a maneira de ver o mundo destas pessoas é totalmente diversa da nossa, e realmente, quem está lá não será capaz de entender o que vc sente, por que eles estao no lugar deles. Eu nunca morei em outro pais, mas gostaria de dizer algumas coisas:

    - Quando brigar com seu habibi, não diga a ele que quer voltar para o Brasil, isso, além de deixá-lo triste, vai causar muita insegurança a ele e mostrar que vc não esta insatisfeita com a vida que ele esta lhe oferecendo;

    _ Já que aí falam árabe, peça a ele pra lhe colocar em uma aula de árabe, assim vc vai aprender o idioma e ainda conhecer povo;

    _ Como vc disse, essa foi a sua escolha... Claro que não é fácil, é outro planeta, mas o que vale mais? Vc vai sofrer muito e sentir muita saudade, mas aceite viver ai, ou pense em outras alternativas, talvez ate outro país, quem sabe? Mas pense em coisas possiveis.

    Acho que precisamos definir o que é mais importante em nossas vidas, por que nunca teremos tudo. Graças a Deus seu marido é maravilhoso(logico que deve ter defeitos, mas quem nao tem) E isso não é coisa fácil de se encontrar, especialmente no Brasil.Tenha calma e fé, procure se encvolver mais com as coisas da copmunidade, aprender, se envolver em alguma atividade, por que se vc viver numa ilha dentro de casa, como se fosse um Brasilzinho no Egito, vc nunca viverá o Egito.

    Gostei muito do seu blog, ele ajuda a muitas pessoas que passam pelo mesmo problema. Só tome cuidado em expor coisas íntimas, já vi muitas meninas super arrependidas de terem suas vidas expostas na net. No mais, quem sou eu pra aconselhar? Quando estamos de fora, é mais facil opinar...Mas espero de verdade que vc encontre a paz e seja muito feliz com seu Habibi. bj

    ResponderExcluir
  11. Maryliinda!! Não fica assim não! A gnt sabe que faz parte sentir saudades, querer se tornar independente, sair, ser livre. Mass você lutou tanto por isso, você ama o seu haabibbii! Veem com ele pro Brasil matar a saudadeeeees, e quem sabee ficar por aqui.
    Tudo vaaaaaai dar certo. Cada coisa tem sua hora, uma delas já chegou e o resto está por vir.

    Felicidadeeeeees lindonaa!!

    ResponderExcluir
  12. querida amiga maryem, nada na vida é facil, sei que a felicidade está a onde estamos. O mais dificil vc já tem seu grande amor, um homem que fo achado entre milhares e com cereteza não o encontraria no Brasil, Então vive cada dia como se fosse o ultimo, e deixa seu amor por sseu habibi facilitar as coisas porque os planos vem do homem mais a resposta vem de Deus. Aproveita teu tesouro enqunto tens, não jogue fora o que já é teu , por coisa que cha que poderão vir. Seja feliz, muito feliz.
    Tudo que é conquistado com facilidade passa, mas aquilo que foi conquistado com esforço prevalee. Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ola Mary.... não se preocupe vc esta com stress de gravidez,mas olhando o seu jeito vc tb esta sentindo falta do brasil,eu tb n me acostumaria com o egito..pq no brasil temos liberdade de sermos nos mesmas,,,vc disse que sente vontade de ouvir music e namorar ele em publico,...isso no brasil e normal..depois do parto essa depressão passa um pouco...mas ela so vai embora definitivo quando vc deixar de amamentar....fica com DEUS e se cuida linda

      Excluir
  13. Mary,eu já fui ao egyto por um grande amor,por duas vezes.Na primeira ele me fez muito feliz,me adornou de mimos,mas da segunda fui muito maltratada,não falamos em casamento,mesmo pq eu havia ido mais pra sentir como era viver nesse país e se teria chances de viver feliz lá.Na segunda vez que fui fiquei como prisioneira em meu flet,infelizes momentos com fome,frio,mas ainda tinha a comunicação com minha familia,fiquei 32 dias,neste tempo,sem saber o valor do dinheiro,e com poucas palavras em árabe,precisei urgente de me comunicar com alguem,no flet em que eu estava tinha crianças que saiam para brincar,e eu tive a feliz ideia de fazer amizade com elas,foi minha felicidade,brincamos na calçada do flet,saimos comprar alimentos para mim,e modess que eu tanto precisava,junto com tudo isso,aprendi mais palavras em árabe e até ensinei muitas em ingles,as meninas não me deixavam em paz mais,todo dia após a aula elas apareciam me pedindo para descer e ir brincar.Ensinei as meninas a pular amarelinha,e ai os meninos entraram na brincadeira,até uma garotinha de 2 anos vinha pra se divertir com a gente.Todos que passavam nos viam e ficavam olhando admirados.Mary foi a minha maior felicidade neste segundo momento no egyto,elas me levavam para conhecer os lugares ao redor do flet e mais tempo eu já estava saindo sozinha e me espairecendo até que o egypcio vinha me pegar para levar a casa da familia.Não foram lindos dias não,mas a alegria que eu trouxe destas crianças me fazem sorrir até hoje,já a 4 anos isso.Mary seja forte e busque seus momentos de felicidade onde vc está.Talvez este post já te encontre mais feliz,se deus quizer,mas se vc vai ter seu bebe aprenda junto com ele a nova lingua,pois seu marido com certeza vai querer que ele fale árabe,Beijos em seu coração.

    ResponderExcluir

Oie! Obrigada por participar!
É um prazer receber você aqui.
Beijos, Mary