quinta-feira, 3 de novembro de 2016

Educação de filhos com pais de culturas e idiomas diferentes

Olá meninas! Tudo bem?

A postagem de ontem não teve muita "audiência", então resolvi fazer uma nova e a minha amiga Daniele Lopes me ajudou com o tema: "Educação de filhos com pais de culturas e idiomas diferentes".
Ixxxiii Dany! Essa será complicada... rs



Carinhoso, amoroso, faz tudo pelos filhos, mas.... rs


Bem vamos lá! Essa ai embaixo é minha família: 
Meu marido Mohamed, minha filha Jasmin e Adam meu mais novo filho...



Tudo começou assim... Como a maioria de vocês sabe, conheci Mohamed pela internet, falei alguns anos, deletei, fiquei anos sem falar, depois nos reencontramos e voltamos a conversar.. Ele me pediu em casamento, fui para o Egito, casei, engravidei e voltei grávida de 6 meses de gestação da Jasmin (sozinha porque ele estava organizando a documentação).
Depois de 2 meses ele veio para o Brasil para morar e estamos aqui até hoje.

A minha segunda gravidez descobri ao 6º mês de gestação e nem deu para aproveitar as coisas maravilhosas de um início de gestação. 
Mas ele tá bem e estamos felizes com o presentinho de Deus! 

Depois disso tudo eu fiquei meio (para não dizer completamente) maluuuuuuuuuca, mas tô vivendo graças a Deus! kkkkkkkk 


Moramos no interior do Rio de Janeiro, em uma cidade linda chamada Cabo Frio. Aqui a vida é bem mais tranquila que o Rio de Janeiro (de onde vim) mas confesso que as vezes é parada demais para mim. rs

Mohamed é de uma area rural da cidade de ZAGAZIG no Egito...
Lá é beeeeeeeeem rural mesmo, cheio de plantações (arroz, tomate, pepino,etc) e tem muitos animais (gatos, galinhas, pombos, vacas, burros e camelos).


Essa foto foi tirada em cima da casa da familia dele.


Somos bem diferentes em todos os aspectos, brigamos quase todos os dias por vários motivos até hoje! Roupa, comida, maneira de falar (minha é claro, porque falo alto e sou meio "aparecida" e ele não gosta...rs), mas o que mais brigamos é referente a EDUCAÇÂO DA JASMIN (ainda não brigamos por causa do Adam porque ele é pequenininho e porque é homem).

Por incrivel que pareça eu sou mais rígida com ela e dou valor a muitas coisas que ele não liga..
Para vocês terem uma idéia, ele deixa TUDO QUE ELA QUER (certa vez ela dançou em cima do notebook dele quando tinha 1 anos e pouco e ele nem ligou), mas quando ela vai na casa do vizinho e volta com um cachorro quente (de salsicha normal, que tem carne de porco {somos muçulmanos e não podemos comer carne de porco}) ele grita e exculacha ela na frente dos amiguinhos como se ela tivesse 18 anos. Vai entender! Eu não entendo! Como a menina de três anos vai saber que tem porco e tal... ¬¬

Outro dia ele estava falando que quando ela tiver 5 anos não poderá mais usar calça leggin ou short... HEIM????!!! SERIO ISSO!!?!?!?!? aff! ¬¬ Sabe... aqui em Cabo Frio não tem Mesquita, Jasmin não sabe nada sobre religião e eu também não sei muita coisa. O tempo vago do Mohamed é pouco porque ele trabalha muito, então a vida anda tão corrida que acaba não tendo tempo para nos explicar mais sobre o Islam...

A maneira de falar dele é meio agressiva as vezes e parece que nós (Jasmin e eu) temos obrigação de entender o "por que" de certas coisas.
Para ele não tem esse lance de "moramos no BRasil e aqui tudo é diferente"... NÃO! Para ele é como s estivessemos no Egito!

Agora nós falamos somente português, raramente falamos inglês... Arabe NUNCA falamos (até porque eu não falo kkk), mas eu gostaria muito que meus filhos falassem os tres idiomas... Vamos ver se sobra um tempinho para ensinar, né? temos que nos esforçar!

Jasmin estida em colégio público, na verdade só estudou até Abril porque entrou em greve e não voltou até agora, mas quando ela tava na escola aprendeu algumas coisas que ele não concordava e quis discutir.
Por exemplo: Rezar antes de entrar na sala de aula.. Todos os dias as crianças se reunião na entrada da escola e cantavam musicas para Deus e Jesus (uma coisa meio evangélica, sabe?)
Eu não liguei, relevei e quando ela crescesse mais eu ia explicar. Um dia ele foi leva-la na escola e viu... ai ele disse que teríamos que conversar com a diretora e mandar Jasmin entrar mais tarde para não participar disso!
(POw perai! Ela tava rezando, cantando musiquinhas para Deus, ela não tava aprendendo a matar ninguem! kkkk) Fiquei na minha e ela continuou participando... Mas ele não gostou não!

Outra coisa que tive que inventar na escola é que minha filha tem alergia a carna de porco.. sempre que vamos a restaurante falamos isso, ai não corremos o risco de encontrar um presunto ou bacon na refeição.. kkkkkk

Mais uma coisa que aconteceu aqui foi...
Uma vez Jasmin me desrespeitou, falou um palavrão para mim (que aprendeu na casa dos vizinhos), dei um tapa nela e ele veio para cima de mim com um ódio tão grande, dizendo que eu não poderia fazer isso e que quando ela tivesse 5 anos ele que iria bater nela quando fizesse besteira.
Não entendi nada! Quando a criança faz 5 anos vira adulto no Egito? Porque é isso que entendi! Meu Deus!!!!!!!!!!!! Coitada da minha filha! Até ela fazer 5 anso pode TUDO, depois vira adulto e ta ferrada! É isso? ¬¬

Olha! Vou contar uma coisa para vocês, arabe é muito complicado, eles implicam com coisas tão bobas para nós, mas ao mesmo tempo deixam os filhos fazer cada coisa.... rs
As cuklturas são muito diferentes e o que pode parecer bobo para nós é HORRIVEL para eles (e vice versa).. Com o tempo fui aprendendo a não levar tudo "na ponta da faca" e estamos vivendo mais tranquilos..

Se você tá pensando em casar com uma arabe, você precisa de MUITA PACIÊNCIA e talvez algumas doses de calmante para não estourar! kkkkkkkkk

Boa sorte!
Beijinhos, Mary

 Grupo com quase 400 mulheres com relacionamento com árabes: 

Curta nossa fanpage: 


11 comentários:

  1. Oi mMri, acompanho seu blog desde antes de você ir para o Egito conhecer o seu "habibi".
    Vocês formaram uma família linda, parabéns! Aos poucos, vcs vão encontrar um ponto de equilíbrio.
    Beijos,
    Ana
    www.viagensebeleza.com

    ResponderExcluir
  2. Mari como é bom ler seus textos! Sempre tive curiosidade em saber como é a educação dos pequenos quando os pais são de diferentes culturas pois como você disse é preciso muitaaaa paciência.

    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Olá :) Enviamos um convite para o teu email. Caso não tenhas lá recebido poderás aceder à nossa plataforma em https://swonkie.com
    Contamos contigo? :)

    ResponderExcluir
  4. Realmente os egipcios em questāo é um povo complicado. Os filhos homens podem fazer tudo... As filhas sāo criadas na linha dura mesmo! Mas acho complicado o seu marido querer impor esse modelo de criacāo no Brasil. Que ensine em casa como é a cultura "masriyya" mas fora de casa releve um pouco. Eu realmente acho que voces deveriam sim, ensinar a filha de voces um pouco dos costumes egipcios. No caso o seu marido como nativo explicar as tradicões e você como morou lá explicar como foi a sua experiência... A gente acha que as criancas não liga muito para essas coisas... Mas é uma forma de introduzir na vida deles um pouco da cultura e dos costumes do familiar estrangeiro em questāo. Nunca desmerecendo a cultura brasileira e nunca esquecendo a egipcia. Boosss �� gosto muito do seu blog. To7fa!!

    ResponderExcluir
  5. Boa noite gostei muito do seu blog, está de parabéns! Eu também egípcio moro em parana curitiba meu nome hatem e eu podería atender vcs para tirar todos as dúvidas sobre Egito feliz ano novo todos nós  .
    hatemgad3@gmail.com

    ResponderExcluir
  6. ola.gostei muito de saber um pouco sobre as tradições árabes. quero saber mais pois, acho que estou apaixonada por um

    ResponderExcluir
  7. Conheci meu marido egípcio em 2013 e nos casamos em 2014. Morei em dubai por 2 anos e meio e vim para SP para "dar um tempo". Não sei se foi o lugar ou o medo de ele perder o emprego e termos que sair dos Emirados Árabes mas me apaixonei pelo país e pela cultura local. Agora terei que me decidir entre o egípcio ou o emirati.

    ResponderExcluir
  8. Oi!!
    Como posso conversar com vc no privado?
    Preciso de ajuda....

    ResponderExcluir
  9. Olá pessoal amantes do Egito, venho humildemente apresentar meu trabalho de artesão, fabrico quadros Egípcios exclusivos, e únicos, segue link dos meus trabalhos.

    Peço que me ajudem a divulgar, pois esse tipo de trabalho é único no brasil, foi eu mesmo quem criou.

    Do mais obrigado!
    Kemerson Feijó

    Link Instagram: https://www.instagram.com/arte_massa/?hl=pt-br
    Facebook: https://www.facebook.com/artekemerson/

    ResponderExcluir
  10. O casamento da Mari acabou?

    ResponderExcluir
  11. Olá, acompanho seu blog tem algum tempo, e hoje lendo esse post resolvi me manifestar rsrs..meu marido também é egípcio de Alexandria, somos casados a 5 anos e temos um filho de 1 ano e 11 meses, o Zein. Eu sou muçulmana à 4 anos e quis escrever esse comentário pq de certa forma concordo com seu esposo. Trm costumes brasileiros que se pode relevar, outros extremamente importantes pra um muçulmano é legal vc cultivar desde cedo nos seus filhos, até pq são hábitos saudáveis. Eu entendi seu estranhamento qto ao desgosto dele em ver sua filha fazer as orações cristãs pq aparentemente ela não estaria fazendo nada de mal, o problema é que nessa idade as crianças são uma esponjinha que absorvem todo conhecimento que passamos pra elas, e receber essa doutrinação na escola pode confundir a cabeça dela..enfim, não sei se consegui ser clara no meu ponto de vista..espero que sim rsrs.. Boa sorte pra vcs e que Deus abençoe essa família tão bonita!!

    ResponderExcluir

Oie! Obrigada por participar!
É um prazer receber você aqui.
Beijos, Mary